A Chave Para Entender as Parábolas de Jesus
Jesus frequentemente ensinava por “parábolas”. Em termos cotidianos, ele encorajava seus ouvintes a imaginar ervas daninhas, sementes, fermento, tesouros, pérolas, redes, ovelhas, servos, filhos, casamentos, moedas, mendigos e muito mais.

As parábolas são frequentemente descritas como “histórias terrenas com significados celestiais”. São ilustrações curtas que ensinam lições valiosas.

Em Marcos 4:13, Jesus fez uma pergunta que revela a chave para entender suas parábolas.

“Não percebeis esta parábola? como, pois, entendereis todas as parábolas?”

"Esta parábola" foi fundamental. “Esta parábola” preparou o palco. Qual foi essa parábola?

"Ouvi: Eis que o semeador saiu a semear; e aconteceu que, quando semeava, uma parte da semente caiu à beira do caminho, e vieram as aves e a comeram. Outra caiu no solo pedregoso, onde não havia muita terra: e logo nasceu, porque não tinha terra profunda; mas, saindo o sol, queimou-se; e, porque não tinha raiz, secou-se. E outra caiu entre espinhos; e cresceram os espinhos, e a sufocaram; e não deu fruto. Mas outras caíram em boa terra e, vingando e crescendo, davam fruto; e um grão produzia trinta, outro sessenta, e outro cem. E disse-lhes: Quem tem ouvidos para ouvir, ouça” (Marcos 4:3-9).

Quando Jesus estava sozinho, “os que estavam ao redor dele, com os doze” pediram esclarecimentos. O que Jesus quis dizer com essa conversa sobre um semeador?

“O semeador semeia a palavra. E os que estão junto do caminho são aqueles em quem a palavra é semeada; mas, tendo-a eles ouvido, vem logo Satanás e tira a palavra que neles foi semeada. Do mesmo modo, aqueles que foram semeados nos lugares pedregosos são os que, ouvindo a palavra, imediatamente com alegria a recebem; mas não têm raiz em si mesmos, antes são de pouca duração; depois, sobrevindo tribulação ou perseguição por causa da palavra, logo se escandalizam. Outros ainda são aqueles que foram semeados entre os espinhos; estes são os que ouvem a palavra; mas os cuidados do mundo, a sedução das riquezas e a cobiça doutras coisas, entrando, sufocam a palavra, e ela fica infrutífera. Aqueles outros que foram semeados em boa terra são os que ouvem a palavra e a recebem, e dão fruto, a trinta, a sessenta, e a cem, por um” (Marcos 4:14-20)

Em que condição está meu coração? Essa é a chave para as parábolas de Jesus.
  • Alguns corações são como um caminho: abatidos e sempre ocupados
  • Alguns corações são como terreno rochoso: cheios de desordem, com pouco espaço para raízes espirituais
  • Alguns corações estão cheios de espinhos: sufocados com os cuidados deste mundo, o engano das riquezas e os desejos por outras coisas
  • Alguns corações são como um bom solo: limpo, preparado, cultivado, aceitando, pronto e disposto a dar frutos para o semeador
"Você não entende essa parábola?" Isso leva você a fazer uma pergunta vital: Em que condição está meu coração? Perca esse ponto ou não faça essa pergunta de forma consistente, e você terá dificuldades para entender "todas as parábolas".

Postar Comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Postagem Anterior Próxima Postagem